Pêdra Costa

 

 

Pêdra Costa é performer e antropóloga visual. Atualmente estuda na Academia de Belas Artes de Viena e trabalha com artistas queer internacionalmente. Seu trabalho perpassa pela estética do pós-pornô e por uma investigação anti-colonial.
Na residência CAPACETE o foco de sua minha pesquisa é o Conhecimento Invisível, que tem desenvolvido experimentalmente, baseado em estratégias anti-coloniais, pedagogias do auto-cuidado e epistemologias não-cartesianas. Apresentará a performance “de_colon_isation”, que faz parte de sua pesquisa na Universidade de Belas Artes de Viena. Fará o lançamento inédito no Brasil do livro “Anti*Colonial Fantasies – Decolonial Strategies” e realizará o trabalho “Anti-análise”, onde atende cerca de 6 artistas (individualmente ou em grupo) por dia, numa sessão gratuita de 50 minutos cada, orientando sobre arte, teoria crítica e pedagogia.

 

 


PROGRAMA CAPACETE 2019

 

 

O presente edital abre chamada para a seleção de 10 participantes para o programa CAPACETE 2019, com duração de 10 meses, de março a dezembro de 2019

A ficha de inscrição deverá ser enviada para o e-mail: opencall@capacete.org. O formulário de inscrição no programa poderá ser encontrado em nosso site abaixo. Junto a ficha de inscrição o candidato também deverá enviar currículo resumido e portfólio.

Data limite de inscrição e envio do material:  10 de junho de 2018.

A inscrição no programa é gratuita.

 

 

Download (PDF, 115KB)

Download (PDF, 85KB)

 


Blackout: a necropolítica da extração

 

Encontro com T.J Demos (Universidade de Santa Cruz, EUA)

Esta palestra aborda a extração – uma lógica crucial do capitalismo global – bem como a estética e a política das formas emergentes de resistência contemporâneas. Diante da crescente disseminação de zonas de sacrifício concedidas à extração de recursos naturais, facilitada por acordos de comércio internacional abusivos e pela servidão por dívida financeira, quais são hoje as formas de resistência e política culturais? Como os artistas – incluindo Angela Melitopoulos, Allora & Calzadilla e Ursula Biemann – materializam imagens e sons de emancipação e descolonização?

Biografia: T.J. Demos
Professor de história da arte e cultural visual da Universidade de Santa Cruz, Califórnia. É diretor do Centro de Ecologias Criativas da mesma instituição. É autor de Against the Anthropocene: Visual Culture and Environment Today (2017); Decolonizing Nature: Contemporary Art and the Politics of Ecology (2016); Return to the Postcolony: Spectres of Colonialism in Contemporary Art (2013), The Migrant Image: The Art and the Politics of Documentary (2013), The Exiles of Marcel Duchamp (2007), entre outros. Atua como curador de arte contemporânea.

Local: Capacete – Rua Benjamin Constant, 131 – Glória, RJ
Data: Sexta-feira (23/02), às 19 horas
O evento é gratuito e terá tradução 

 


Realização:
Capacete
Risco Cinema



GAE Expande #04

 

GAE – Grupo de Pesquisa em Arte e Ecologia é formado por professores e estudantes de Artes Visuais numa colaboração entre UFRJ e UFJF. Neste encontro de setembro faremos um Apanhadão dos encontros passados, e aproveitamos para refazer o convite para os até então interlocutores que passaram pelo GAE EXPANDE ( Ana Hupe, André Vecchi, Camilla Rocha Campos, Fabiane M. Borges, João Queiroz, Jorge Soledar, Malu Fragoso, Marina Fraga, Renata Zago, Ricardo Basbaum, Rundhsten V. de Nader)