Faça parte e apoie

O CAPACETE é um espaço de arte aberto e sem fins lucrativos, que incentiva e promove o pensamento contemporânea. Com 17 anos de existência, o CAPACETE realizou inumeros projetos de profissionais nacionais e internacionais na cidade do Rio de Janeiro e em outras cidades do Brasil e das americas.

 

Para continuar mantendo sua programacao o CAPACETE depende de contribuições variadas. O programa Amigos do CAPACETE é um plano de sócios direcionado a pessoas que acreditam na missão da instituição e desejam ter um envolvimento mais direto em suas atividades.

Com uma doação anual, você incentiva o desenvolvimento da arte e da cultura do Rio de Janeiro e do Brasil e ainda recebe uma série de benefícios. Escolha abaixo a melhor categoria para você e junte-se ao círculo de amigos que generosamente já colaboram com a manutenção do CAPACETE.

Entre em contato conosco pelo email contato@capacete.org para obter mais informações e fazer sua doação.

 ————————————————

AMIGO – A PARTIR DE R$100 (POR ANO)

10% de desconto no Bar do CAPACETE todas as quartas

10% de desconto em livros da nossa livraria

  ————————————————

APOIADOR – A PARTIR DE R$600 (POR ANO)

10% de desconto no Bar do CAPACETE todas as quartas

10% de desconto em livros da nossa livraria

10% de desconto nos nosso produtos ecologicos (queijos, geleias, mel, cachaca etc)

  ————————————————

BENFEITOR – A PARTIR DE R$ 2.000 (POR ANO)

20% de desconto no Bar do CAPACETE todas as quartas

10% de desconto em livros da nossa livraria

20% de desconto nos nosso produtos ecologicos (queijos, geleias, mel, cachaca etc)

Menção no site do CAPACETE

  ———————————————–

PATRONO – A PARTIR DE R$6.000 (POR ANO)

50% de desconto no Bar do CAPACETE todas as quartas

50% de desconto em livros da nossa livraria

30% de desconto nos nosso produtos ecologicos (queijos, geleias, mel, cachaca etc)

Menção no site do CAPACETE

  ————————————————

MANTENEDOR ou “adote um residente”– A PARTIR DE R$15.000 (POR ANO)

50% de desconto no Bar do CAPACETE todas as quartas

50% de desconto em livros da nossa livraria

30% de desconto nos nosso produtos ecologicos (queijos, geleias, mel, cachaca etc)

10% de desconto  no programa de Inverno

Menção no site e na parede do CAPACETE

Convidado para diferentes eventos internos do CAPACETE como jantares dos participantes, visitas a estudios etc.


Quem somos

O CAPACETE existe através de todos profissionais que por ele passaram nos 16 anos de existência entre 1998 a 2014.

São estes: Arto Lindsay, Marssares, Dominique Gonzalez-Foerster, Ricardo Basbaum, Ana Infante, Andrea Fraser, Marcel Dzama, Rubens Mano, Tiago Carneiro da Cunha, Bruno Serralongue, Pierre Huyghe, Ducha, Hans-Christian Dany, Miyuki Kawamura, Nobuyoshi Araki, Tsuzuki Kyoichi, Sharon Lockhart, Eija Liisa Ahtila, Brígida Baltar, Joachim Koester & Matthew Buchinkham, Uri Tzaig, Enrico David, Marie-Ange Guilleminot, Camila Rocha, Christian Lemmerz & Michael Kvium, Marepe, Stephen Dean, Jun Nguyen-Hatsushiba, Johan Grimonprez, Seppo Renval, Caspar Stracke, Paulo Vivacqua, Vimukti Jayasundera, Marcos Chaves, Brice Dellsperger, Tiago Carneiro da Cunha, Pierre Bismuth, Chelpa Ferro, Tetine, Felipe Lacerda, Miklos Gaál, Mika Taanila, Jari Haanperä, Anu Pennanen, Tellervo Kalleinen, Gabriel Lester, Michael Roy, Hasou Hongxiang, Susan Norrie, Duplus, Sanna Kannisto, Soni Kum, Angela Detânico e Rafael Lain, Thiago Rocha Pitta, Laura Erber, Lisa Rovner, João Modé, Carla Zaccagnini, Falke Pisano, Max Hinderer, Bik van der Pol, Amilcar Packer, Manuela Mosocos, Pablo Pijnappel, Yael Davids, GIA, Jonas Delaborde, Julien Previeux, Dorothée Dupuis, Stephen Pederson, Christodoulos Panayiotou, Pauline Bremmer, Clara Gensburger, Olga Robayo, Wolf von Kries, Francesca Macri, Irene Pittatori, Maaike Gouwenberg, Joris Lindhout, Eduardo Guerra, Marcel Türkopfsky, Elsa Bourdot, Trine Mee Sook Gleerup, Paola Anziché, Estelle Nabeyrat, Elise Florenty, Jonas Staal, Julia Ayerbe, Vivian Caccuri, Wouter Osterholt e Elke Uitentuis, Daragh Reeves, Daniele Marx, Massimiliano de Serio, Gianluca de Serio, Christoph Keller, Jacob Jurgensen, Jimmy Robert, DAG Nordbrenden, Thelmo Cristovam, Nicolas Robbio, Bernardo Stumpf, Alexandre Vogler, Jorge Menna Barreto, Wendelyn van Oldenborgh, Leandro Nerefuh, etc.


História 1998-2014

 

CAPACETE Entretenimentos é uma iniciativa autônoma fundada no Rio de Janeiro em 1998 por Helmut Batista, e que em 2009 passou também a funcionar em São Paulo. Nossas atividades gravitam ao redor de um programa internacional de residências artísticas de pesquisa, que recebe artistas, críticos e curadores por períodos de 2 a 6 meses, nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, Brasil.

Nossa estrutura acolhe projetos e práticas estéticas e conceituais que operam como interfaces de mediação, e que engajam profissionais de diversas comunidades e disciplinas. Apoiamos diferentes velocidades para a produção, oferecendo aos residentes uma situação privilegiada para a troca e o pensamento crítico, facilitando a aproximação com o contexto local, história das cidades, seus habitantes e as dinámicas políticas sociais.

Ao longo de 15 anos, o CAPACETE recebeu mais de 300 profissionais em residência, e junto a outros convidados, ampliou suas atividades com apresentações públicas, palestras, seminários, workshops e performances, publicações e exposições, entre diferentes eventos e formatos, ações e estratégias para fornecer conteúdo, contribuir com a formação de jovens profissionais e desenvolver o debate crítico no contexto local.

Nossas atividades são públicas e gratuitas, e a participação nos programas aberta a todos, ou é feita por um procedimento de selecção via chamadas abertas.

Para seu funcionamento, o CAPACETE conta com uma rede de parcerias estáveis e financiamento via agências governamentais de cooperação, e fundações de ambito artístico como o Danish Art Council, Office Contemporary Art Norway, Fonds/Mondrian – Holanda, Goethe Institut São Paulo, Consulado francês no Rio de Janeiro, Calq – Canadá, Réso – Itália, , Air Warsaw – Polônia; e colabora regularmente com organizações como IASPSIS – Suécia, Gasworks – Inglaterra, HIAP – Finlândia, Triangle Network, Transartists, Prince Klaus Foundation, Red Iberoamericana de residencias.

– O PROGRAMA DE RESIDÊNCIAS –

O nosso programa de residências funcionou a partir da prática artística e no campo curatorial. Trabalhamos em estreita colaboração com os nossos residentes catalisando interconexões contextuais, transdisciplinares e discursivas, agenciando projetos de pesquisa e produção de trabalhos. O programa não exige a conclusão de um projeto ou a produção de um objeto final. Ao mesmo tempo, espera um total engajamento pelo residente no nosso programa e atividades, e motivação para troca com o contexto local.

Parte da natureza do CAPACETE é apoiar as práticas artísticas a médio e longo prazo. Por isso, muitas vezes concebemos a possibilidade de trabalhar ao longo de anos para uma segunda ou terceira residência ou parceria, caso seja necessário para o desenvolvimento do projeto, e haja interesse em ambas as partes em continuar colaborando.

2014

29/01 – 28/02 – Anick Kleizen (Holanda)
30/01 – 30/06 – Rieke Vos (Holanda)
10/06 – 10/09 – Dorothee Dupuis (França)

2013

29/01 – 28/02 – Bik van der Pol (Holanda)
30/01 – 30/06 – Yael Davids (Holanda)
25/02 – 25/04 – GIA (Bahia / Brasil)
10/06 – 10/09 – Jonas Delaborde (França)

01/09 – 31/12 – Julien Previeux (França)

2012

01/03 – 31/06 – Stephen Pederson (Dinamarca)
01/03 – 31/08 – Jonas Staal (Holanda)
01/03 – 31/03 – Julia Ayerbe (Brasil)
01/04 – 31/05 – Pablo Pijnappel (Brasil)
01/04 – 31/07 – Vivian Caccuri (Brasil)
01/06 – 31/08 – Julian Bismuth (França)
01/06 – 31/08 – Wouter Osterholt e Elke Uitentuis (Holanda)
01/08 – 30/09 – Daragh Reeves (Inglaterra)
01/09 – 25/12 – Daniele Marx (Brasil)
01/09 – 31/10 – Bik van der Pol (Holanda)
01/07 – 31/08 – Massimiliano de Serio (Italia)
01/07 – 31/08 – Gianluca de Serio (Italia)

30/10 – 01/02 – Christoph Keller (Alemanha)
01/11 – 25/12 – Jacob Jurgensen (Dinamarca)
01/09 – 31/11 – Jimmy Robert (França)
01/09 – 26/12 – DAG Nordbrenden (Noruega)
01/06 – 30/09 – Thelmo Cristovam (Brasil)
01/08 – 30/11 – Nicolas Robbio (Argentina)
01/05 – 30/08 – Bernardo Stumpf – (Brasil)

Em 2011
01/02 – 31/05 – Christodoulos Panayiotou (Chipre)
13/01 – 30/04 – Alexander Vaindorf (Russia/Suécia)
08/01 – 30/04 – Raquel Guerra (Portugal)
01/03 – 31/07 – Falke Pisano (Holanda / Alemanha)
01/03 – 31/07 – Max Hinderer (Bolivia / Alemanha)
01/03 – 31/05 – Pauline Bremmer (Holanda)
01/03 – 31/06 – Trine Mee Sook Gleerup (Dinamarca)
24/06 – 14/08 – Macrì Pittatore (Italy)
24/06 – 14/08 – Irene Ninika (Italia)
15/08 – 14/10 – Paola Anziché (Italia)
01/08 – 30/09 – Estelle Nabeyrat (França)
01/09 – 23/12 – Elise Florenty (França)
01/08 – 30/11 – Olga Robayo (Colombia/Noruega)
01/09 – 30/12 – Wolf von Kries (Alemanha)
01/09 – 30/12 – Maaike Gouwenberg (Holanda)
01/09 – 30/12 – Joris Lindhout (Holanda)
01/09 – 30/12 – Eduardo Guerra (Portugal)
01/09 – 23/12 – Marcel Türkopfsky (Alemanha)
01/09 – 23/12 – Elsa Bourdot (França)
01/09 – 23/12 – Clara Gensburger (Françae)

01/08/2011 – 30/08/2011

Programa de residências para agentes culturais da América Central e do Sul

Ana Luisa Lima – Revista Tatuí – Recife/PE, Brasil.
Lilian Maus – Ateliê Subterrânea – Porto Alegre/RS, Brasil.
Samantha Moreira- Ateliê Aberto – Campinas/ SP, Brasil.
Francisca Caporalli – JACA – Belo Horizonte/MG, Brasil.
Paulina Varas – Crac Valparaiso – Valparaiso, Chile.
Alicia Herrero – LIPAC – Buenos Aires, Argentina.
Rodrigo Quinjano – curador/gestor independente – Lima, Peru.
Olga Robayo – El Parche – Bogotá/Colômbia – Oslo, Noruega.
Mauricio Marcin – Gestor independente – Cidade do México, México.
Luis Alarcón e Ana Maria Saavedra – Galeria Metropolitana – Santiago, Chile.
Mauricio Carmona – Taller 7 – Medellin, Colômbia.

2010

Capacete Entretenimentos para a 29ª Bienal de Art São Paulo.

01/03 – 30/04/2010 – Cristina Ribas (Brasil).
01/03 – 30/04/2010 – Sarah Farah (Nova Zelândia / Holanda).
01/03 – 30/05/2010 – Julia Rometti e Victor Costales (Equador/ França).
01/03 – 30/06/2010 – Santiago Garcia Navarro (Argentina).
01/05 – 30/05/2010 – Kasper Pederson (Dinamarca).
18/05 – 17/11/2010 – Adriana Pineda (Colombia).
01/06 – 30/09/2010 – Adria Julia (E.E.U.U. / Espanha).
01/07 – 30/07/2010 – Ducha (Brasil).
01/07 – 30/10/2010 – Jean-Pascal Flavien (França).
10/07 – 15/10/2010 – Mariana Castillo Deball (México / Holanda).
19/07 – 02/09/2010 – Sasha Huber (Suissa / Finlândia).
02/08 – 31/08/2010 – Adriana Lara (México).
20/08 – 26/09/2010 – Gabriel Lester (Holanda).
15/08 – 31/10/2010 – Jonas Ohlsson (Holanda / Suécia).
15/08 – 31/10/2010 – Daniele Bersham (Holanda / Alemanha).
01/09 – 31/09/2010 – Otto Berchem (Holanda /E.E.U.U.).
01/10 – 31/10/2010 – Hans Christian Dany (Alemanha).
01/10 – 31/01/2010 – Mako Ishizuka (Japão).

01/03 – 30/04/2010 – Carla Zaccagnini (Brasil).
01/03 – 30/04/2010 – Liz Linden (E.E.U.U.).
01/03 – 30/06/2010 – Wouter Osterholt (Holanda).
01/03 – 30/06/2010 – Elke Uitentuis (Holanda).
01/04 – 30/05/2010 – Amilcar Packer (Brasil).
01/05 – 30/06/2010 – Vitor Cesar (Brasil).
01/06 – 30/06/2010 – Kasper Pederson (Dinamarca).

01/06 – 30/09/2010 – Adria Julia (E.E.U.U. / Espanha).
01/07 – 30/09/2010 – Louidgi Beltrami (França).
01/07 – 30/09/2010 – Elfi Turpin (França).
01/07 – 30/09/2010 – Tamar Guimarães (Brasil / Dinamarca).
10/08 – 26/09/2010 – Raimundas Malasauskas (Lituania).
01/08 – 30/12/2010 – Bart Lodewijks (Holanda).
01/09 – 31/12/2010 – Lise Harlev (Dinamarca).
01/09 – 31/12/2010 – Anders Smebye (Noruega).
01/10 – 31/12/2010 – Daniel Salomon (França).

 – ROAD : residência móvel –

Road é um programa de residência móvel projetado para servir como plataforma para projetos artísticos e pesquisas que acontecem em deslocamento pelo continente Sulamericano.

2013 – Versão BOAT 3.1.8. – com Christoph Keller, Mariana Lanari, Bik Van der Pol, João Modé, Helmut Batista e Amilcar Packer, a convite de Anne Ballester Soares e escola Xapomi/Puraquêquara, Manaus > Santa Isabel do Rio Negro, Amazonas).

2012 – Versão 2.7.1 – com Sofia Caesar, Lucas Sargentelli, Ícaro Lira e Bruno Jacomino (trecho percorrido – Rio de Janeiro > Fordlândia, Pará)

– Versão 1.6. – com Julia Rometti & Victor Costales (Peru > Colombia).

– Versão 1.5. – com Gabriel Lester (trecho percorrido – Lima, Peru > Quito, Ecuador).

– Version 1.4 com João Modé e Helmut Batista – exposição na Galeria La Culpable, Lima, Peru (trecho percorrido – La Paz, Bolivia > Lima, Peru).

– Version 1.3 com Olivier Poujade (trecho percorrido – Valpariaso, Chile > La Paz, Bolivia).

– Version 1.2 com Carla Zaccagnini – projeto de exposição durante o EiEi encontro de espaços independentes em Valparaiso, Chile.

– Version 1.1 com Ducha e Helmut Batista, – exposição na Galeria Metropolitana, Santiago, Chile.

 – EDUCAÇÃO –

 As atividades do CAPACETE apoiam as pesquisas específicas de seus residentes e simultaneamente fornecem ao contexto local programas educativos gratuitos em diversos formatos e durações. Estas atividades incluem a apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelos residentes, e apresentações de outros convidados estrangeiros e locais. Desde 2007, o CAPACETE promove um programa de formação continuiada, com duração de 10 meses, e para um grupo selecionado de até 15 jovens profissionais.

Em janeiro de 2012, em colaboração com o artista espanhol Daniel Steegmann Mangrané e o artista paulistano Amilcar Packer, foi organizada a primeira edição da Universidade de Verão, e que com duração de 3 semanas, promove seis oficinas para um grupo de 14 jovens profissionais, e 4 apresentações públicas. Em janeiro de 2013 ocorreu a segunda edição.

As oficinas pretendem proporcionar aos profissionais locais, a possibilidade de trabalhar com uma gama diversificada de profissionais e praticantes de uma ampla gama de disciplinas que estão conectados com o pensamento crítico em arte. Por sua vez, as apresentações públicas buscam abrir o programa de pesquisas para um público mais amplo, assim promovendo o debate público critica.

 O programa ROAD também contribui para expandir o nosso compromisso educacional, já que os residentes participantes realizam palestras e oficinas, em algumas das cidades visitadas. ROAD / BOAT fui uma edição realizada no Alto Rio Negro, Amazonas, na qual 7 artistas que desenvolvem trabalhos em educação, se reuniram com 4 professores Yanomami e 5 de seus alunos, para debater sobre os desafios da educação em contextos específicos.

 

Oficinas e programas educativos

 

2013

Máquina de Escrever

Grupos de estudos e de trabalho em curadoría e escrita crítica. (com apoio da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, Institut Français, Goethe Institut – SP, Casa do Povo).

 

Universidade de verão

(uma iniciativa de Daniel Steegmann Mangrané em parceria com o CAPACETE Entretenimentos)

6 oficinas – Max Hinderer (critico / Alemanha), Falke Pisano (artista / Holanda), Kaira Cabañas (historiadora da arte / Columbia University, NY/E.E.U.U.), Manuel Raeder (designer / Germany), Benjamnin Mayer-Khramer (historiador da arte / Universidade de Leipzig, Alemanha), Amilcar Packer (artista / Brasil).

4 palestras – Luis Camilo Osorio (curador, diretor MAM-RJ / Brasil), Sergio Martins (crítico / Brasil), Fernanda Gomes (artista / Brasil), Pedro de Niemeyer Cesarino (antropólogo / Brasil).

 

2012

Universidade de verão

(uma iniciativa de Daniel Steegmann Mangrané em parceria com Goethe Institut – São Paulo, e o CAPACETE Entretenimentos)

6 oficinas – Amilcar Packer (artist / Brasil), Suely Rolnik (critic / Brasil), Renata Lucas (artist / Brasil), Kaira Cabañas (art historian / Columbia University NY/E.E.U.U.), Manuel Raeder (designer / Germany), Benjamnin Mayer-Khramer (art historian / University of Leipzig)

4 palestras – Pablo Léon de la Barra (curator / Mexico), Sergio Martins (critic / Brasil), Ricardo Basbaum (artist / Brasil), Ernesto Neto (artist / Brasil).

 

Programa Aula 2012 Rio de Janeiro

(em parceria com a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro)

6 oficinas – Pablo Pijnappel, Vivian Caccuri, Daniele Marx, Nicolas Robbio, Bernardo Stumpf, Thelmo Cristovam

 

2010

Máquina de Responder

(para a 29a Bienal de Arte de São Paulo)

9 oficinas coordenadas por Jorge Menna Barreto (artista / Brasil) e Helmut Batista (artista / Brasil) – Marcia Ferran (urbanista / Brasil), Mariana Castillo Deball (artista / Mexico), Afonso Luz (agente cultural / Brasil), Raimundas Malasaukas (curador / Lithuania), Carla Zaccagnini (artista / Argentina), Ana Paula Cohen (curadora / Brasil), Santiago García Navarro (escritor / Argentina).

 

– Apresentações e Seminários –

 

2012

Teatro Ipanema, Rio de Janeiro

16/10 – “Exposição”, foi uma proposta de Julien Bismuth, Helmut Batista e Amilcar Packer, com a participação dos artistas convidados Renata Lucas, Runo Lagomarsion, Nicolas Robbio, Pablo Pijnapel & alunos AULA, Ducha, Ricardo Basbaum, Lucas Sargentelli, João Modé, Jarbas Lopes, Daniele Marx, Luiza Marcier, Aleta Valente, Daragh Reeves, Sofia Caesar, Vivian Caccuri e Pedro Victor Brandão – Rio de Janeiro, Brasil.

 

30/08 – “Campos de Reconfigurações Eletromagnéticas”, Thelmo Cristovam e Fernando Torres

 

26/07 – “Imprevisibilidade e Justeza”, Lisette Lagnado, Arto Lindsay, Vivian Caccury e Pedro Sá

 

19/09 – Paraíso Ocupado – um projeto de Wouter Osterholt & Elke Uitentuis, exposição em um showroom abandonado na Avenida Evandro Lins e Silva / Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, Brasil.

 

2010

Teatro de Arena para a 29a Bienal de Arte de São Paulo

27/11 – Agnaldo Farias e Moacir dos Anjos (lançamento do livro “Um Homem Chamado Amor” de Tamar Guimarães).

04/11 – Geir Haraldseth, Anders Smebye, Roberto Winter and Luiza Proença

28/10 – Hans Christian Dany / Arto Lindsay, Lisette Lagnado, Vivian Caccuri e Pedro Sá.

06/10 – Marta Bogeá e Jean Pascal Flavien.

29/09 – Tamar Guimarães e Kasper Akhøj.

24/09 – Afredo Jaar e Agnaldo Farias / Cildo Meireles e Moacir dos Anjos.

23/09 – Kendell Geers, Nastio Mosquito e Fernando Alvim / Raqs Media Collective e Sarat Maharaj / David Claerbout e Pedro França.

22/09 – Yuko Hasegawa, Qui Anxiong e Chen Chieh-jen / Lars Bang Larsen & Joachim Koester / Dora Garcia e Chus Martines.

18/09 – Hans Ulrich Obrist – lançamento do volume 3 do livro ‘Entrevistas’.

17/09 – Raimundas Malasauskas, Gabriel Lester, Bik van der Pol, Otto Bersham, etc.

15/09 – Suley Rolnik e Manon de Boer.

09/09 – Louidgi Beltrame e Wagner Morales.

08/09 – Andrea Fraser.

26/08 – Sasha Huber, Maria Helena Machado e John Monteiro.

18/08 – Tiago Carneiro da Cunha e Mariana Castillo Deball.

12/08 – Romulo Fróes, Eduardo Climachauska, Nuno Ramos e Keila Kern.

04/08 – Wendelien van Oldenborgh e Raquel Garbelotti.

22/07 – Adria Julià com Madalena Bernardes, Carlos Alberto Franzoi, Gleison Vieira.

14/07 – Ducha e Jean-Pascal Flavien.

24/06 – Jimmie Durham e Maria Thereza Alves.

22/06 – Raquel Garbelotti com Cauê Alves, Ilana Feldman e Ismail Xavier.

02/06 – Rina Carvajal, Moacir dos Anjos, Agnaldo Farias, Chus Martínez, Yuko Hasegawa, Fernando Alvim e Sarat Maharaj.

26/05 – Teresa Riccardi e Julia Rometti & Victor Costales.

12/05 – Santiago Garcia Navarro e Carla Zaccagnini.

29/04 – Milton Machado e Martin Beck.

28/04 – Renata Lucas e Carlos Bunga.

14/04 – Daniela Castro, Inti Guerrero, Luisa Duarte e Sarah Farrer.

24/03 – Cristine Ribas e Wouter Osterholt & Elke Uitentuis.

11/03 – Jeremy Deller e Amilcar Packer.

10/03 – Anri Sala.
– Participação em Exposições Coletivas –

 

2011 – “Itinerários / Itinerâncias” Panorama da Arte Brasileira no MAM – SP, Brasil

2010 – “NO SOUL FOR SALE”, projeto na TATE Modern, Londres Inglaterra

2010 – “Há sempre um copo de mar para um homem navegar”, 29ª Bienal de Arte de São Paulo, Brasil

2009 – “Grito e escuta” – 7ª Bienal do Mercosul, Porto Alegre, Brasil

2008 – “Em vivo contato” – 28ª Bienal de Arte de São Paulo, Brasil

2008 – “Micro-State CAPACETE”- Friedrich Petzel gallery, NY, E.U.A.

2004 – “PR04”- 1a Bienal de Arte de Puerto Rico, San Juan, Puerto Rico

2003 – To Be Political It Has To Look Nice, Apexart, Nova Iorque, E.U.A.

2003 – “Desarrumado”, Panorama da Arte Brasileira”, Museu de Arte Moderna-SP, Brasil

2002 – “Iconografías metropolitanas” – 25ª Bienal de Arte de São Paulo, Brasil

– Publicações –

As publicações feitas pelo CAPACETE são projetos editoriais organizados em colaboração com artistas e outros agentes do pensamento crítico. Expressam o nosso engajamento a médio e longo prazo com os profissionais residentes, seus projetos de pesquisa e a produção de conhecimento.

2013

Jean-Pascal Flavien – Re-two person house, ed. CAPACETE e Devonian Press

Jean-Pascal Falvien – Landscape house, ed. CAPACETE e Devonian Press

Jean-Pascal Flavien – Dialogues, ed. CAPACETE e Devonian Press

2012                

Máquina de Responder, arquivo de textos sobre a Bienal de São Paulo, vários autores.

2011

Road, for the “Panorama da Arte Brasileira 2011”, MAM-SP, Brasil

2010

– Julia Rometti e Victor Costales – Without Rain Partial Nights Aerial Days

– Tamar Guimarães – Um Homem Chamado Amor

– Sasha Huber – Rastros e raças de Louis Agassiz: fotografia, corpo e ciência, ontem e hoje.

– Hans Christian Dany – Speed

2008

Livro para ler : 10 anos do CAPACETE, vários autores.

– Jornal PLANETA CAPACETE 2001 / 2004

PLANETA CAPACETE foi uma publicação trimestral com tiragem de 5.000 copias por edição, e que foram gratuitamente. Cada edição foi produzida em colaboração com um artista

– Jornal nº 12 / 2004 – por Kelly Santos

– Jornal nº 11 / 2004 – por Kelly Santos – catálogo de Efrain Almeida.

Jornal nº 10 / 2004 – por Edson Barrus – catálogo de Marepe.

– Jornal nº 09 / 2004 – por Angela Detanico and Rafael Lain – catálogo de Carla Zaccagini.

– Jornal nº 08 / 2003 – por Camila Rocha – catálogo de Jarbas Lopes.

– Jornal nº 07 / 2003 – por Ana Infante.

– Jornal nº 06 / 2003 – por Carla Zacanigni – catálogo de Ducha.

– Jornal nº 05/ 2003 – with Lucia Koch – com textos de Lemmerz & Michael Kvium, Andrea Fraser, Johan Grimonprez, Jun Nguyen-Hatsushiba, Stephen Dean, Ducha, Marepe, Simone Michelin, Shirin Neshat, Dino Raymond Hansen, Catherine Bernard, Paula Toppila, Seppo Renvall, Lars Movin, Catherine Bernard, HAPAX, Camillo Osório, among others.

– Jornal nº 04 / 2002 – Helmut Batista – com textos de Agnaldo Farias, Francisco Farias, Ducha, Cristiana Tejo, Eduardo Frota, Elida Tessler, Jeff Koons, Christian Viveros-Fauné, Rubens Mano, Marcos Chaves, Elein Fleiss, Julião Sarmento, Lisette Lagnado, Celso Favaretto, Daniela Labra among others.

– Jornal nº 03 / 2002 – with Laura Lima – com textos de Guilherme Vergara, Maurício Dias, Eduardo Azevedo, Ivo Mesquita, Laura Marsiaj, Luiz Andrade, Maria Eugênia, Agnaldo Farias, Yuki Kamiya, Ducha, Newton Goto, Rosângela Rennó, Nicola von Senger, Christian Lemerz, Daniela Labra, Ernesto Neto and Simone Michelin.

Jornal nº 02 / 2002 –Helmut Batista – com textos de Cecília Cotrim, Luiz Andrade, Márcia X, Glória Ferreira, Marc Pottier, Ana Teresa Jardim, Márcio Ramalho, Hans-Ulrich Obrist, Navin Rawanchaikul, among others.

Jornal nº 01 / 2001 – Taro Amano – com textos de Newton Goto, Camila Rocha, Dominique Gonzáles-Foester, Sharon Lockhart, Eija-Liisa Ahtila, Brígida Baltar, Uri Tzaig among others.

– CINEMA CAPACETE –

Cinema CAPACETE são programas de projeções de filmes de artista que funcionam em colaboração com outras iniciativas, fetivais e exposições, como o Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro, e a Bienal de São Paulo.

2005

Cinema Capacete V – Florianópolis Cinema, “loop // not video, nor cinema, neither television” – Soni Kum (Korea do Norte), Sanna Kannisto (Finlândia), Angela Detânico e Rafael Lain (São Paulo), Thiago Rocha Pitta (Rio de Janeiro), Laura Erber (Rio de Janeiro), Dominique Gonzalez-Foerster (France), Lisa Rovner (New York), Carla Zaccagnini (São Paulo) and Eli Sudback (New York).

Cinema Capacete V/ International Film Festival of Rio de Janeiro – “loop // not video, nor cinema, neither television” – Soni Kum (Korea do Norte), Sanna Kannisto (Finlândia), Angela Detânico e Rafael Lain (São Paulo), Thiago Rocha Pitta (Rio de Janeiro), Laura Erber (Rio de Janeiro), Dominique Gonzalez-Foerster (Franca), Lisa Rovner (New York), Carla Zaccagnini (São Paulo) and Eli Sudback (New York).

 2004

Cinema Capacete IV / “loop // not video, nor cinema, neither television” – com Brigida Baltar, Gabriel Lester, Michael Roy, Hasuo Hongxiang, Duplus e Susan Norrie – junto com o Festival Rio 2004, Instituto de Audiovisual Escola de Cinema Darcy Ribeiro, RJ

 2003

Cinema Capacete III / “loop // not video, nor cinema, neither television” – with Marcos Chaves, Brice Dellsperger, Tiago Carneiro da Cunha and Pierre Bismuth – junto com the Festival Rio 2003, Instituto de Audiovisual Escola de Cinema Darcy Ribeiro, RJ

2002

Cinema Capacete II / “not video, nor cinema, neither television”

com Christian Lemmerz & Michael Kvium (Dinamarca), Marepe (Brasil), Stephen Dean (França), Jun Nguyen-Hatsushiba (Vietnam), Johan Grimonprez (Belgium), Ducha (Rio de Janeiro), Andrea Fraser (USA), Seppo Renval (Finland). – togther with the Festival Rio BR 2002, Instituto de Audiovisual Escola de Cinema Darcy Ribeiro, RJ.

2001

Cinema Capacete I / Filmes de artistas – com Joachim Koester & Matthew Buchinkham (Dwnmark) e Uri Tzaig (Israel)

Cinema Capacete I / Filmes de artistas / Festival de Cinema BR 2001 – com Sharon Lockhart, Eija Liisa Ahtila, Dominique Gonzáles-Foester and Brígida Baltar

 

 


Parcerias

thanks

As principais parcerias institucionais nacionais e internacionais são:

Escola Darcy Ribeiro       Logo downloads EN web groen    DOEN_LOGO12_NEGATIVE_NPL_(rgb72ppi)_BLUEIFA

A Escola de Cinema DARCY RIBEIRO é um parceiro institucional do CAPACETE com qual colaboramos a nível de programação e intercâmbio de participantes.

Como também as instituições: Bancomer (Mexico), Fundação Jumex (Mexico), ARTS Collaboratory (Casa Tres Patios, Medellín; Cráter Invertido, Mexico City; Más Arte Más Acción, Chocó; Platohedro, Medellín; Picha, Lubumbashi; Raw Material Company, Senegal; and Ruangrupa, Jakarta), Consulado Francés do Rio de Janeiro, Danish Art’s Council, Oticon Fonden, Grosserer L.F. Foghts Fond, Blix Fonden e Tranes Fond

As parcerias do CAPACETE abrangem diferentes modelos dos quais somos muito agradecidos:

1 – Ao corpo docente: Carla Zaccagnini, Suely Rolnik, Amilcar Packer, Manuela Moscoso, Andrea Fraser, Jorge Menna Barreto, Bik van der Pol, Christoph Keller, Daniela Castro, Anne Szefer Karlsen e Pedro Cesarino para o ano de 2015 e Amilcar Packer, Manuela Moscoso, Andrea Fraser, Daniela Castro, Pedro Cesarino, Julien Bismuth, Falke Pisano, Raimond Chaves e Elfi Turpin para o ano de 2016;

2 – Ao conselho: Marcia Fortes, Krist Gruijthuijsen, Marcio Fainziliber , Ronaldo Lemos , Arto Lindsay , Suely Rolnik, Esther Schipper , Ana Sokoloff, Frances Reynolds

3 – Às parcerias de trabalho (participantes como assistente):  Antônio Dias, Daniel Steegman, Daniel Roesler/Galleria Roesler, Arto Lindsay, Thiago Carneiro da Cunha, Laura Lima e Ernesto Neto

4 – Às Parcerias como doadores ou “adote um participante”: Mara e Marcio Fainziliber, Marcia Fortes, Ana e Luiz Guilherme Magaldi Affonso, Frances Reynolds, Tanit Galdeano, Esther Schipper

5  – Às Parcerias chilenas para “adote um participante”: Alfredo Jaar, Luis Hermosilla, Max Marambio, Ricardo Solari, Jorge Tacla, Alejandro Albertini, Alvaro Buzeta, Felipe Velasco, Gino Tapia, Sergio Parra, Catalina Mena, Javiera Parada

6 – Às Parcerias no Mexico “adote um participante”: Kurimanzutto

7 – Às parcerias para “adote um criança artista”: anonimous, Monika Batista, Ernesto Neto,

8 – Às parcerias conceituais: Denise Milfont, Irene Ferraz, Ivan Navarro, Florence Bonnefous, Javiera Parada, Amilcar Packer/Pedro Cesarino/Max Hinderer/Suely Rolnik com P.A.C.A., S.M.S (School for missing studies / Elisabeth Bik and Jos van der Pol)

9 – Às parcerias de organizações semelhantes: Galeria Metropolitana (Chile), Gasworks (Londres), Lugar a Dudas (Cali/Colômbia), C.R.A.C. (Valparaiso/Chile), Motel Produções (Santiago/Chile), SMS (School of missing studies/Amsterdam/Holanda), Sandberg Institute (Amsterdam/Holanda), Studio X (Rio de Janeiro)

 


Visão

 

O contexto

Nossos contextos globalizados estão estruturados pela desigual distribuição do trabalho e das riquezas, e são crescentemente moldados pela economia dos mercados especulativos. Atualmente, inúmeras das manifestações culturais são eventos de grande escala, e freqüentemente estão direcionadas para um público genérico ou restritas à elite. Tal situação reduz e neutraliza o alcance ético e político da arte, assim como o seu potencial em promover e inspirar outras formas de trabalho, pensamento, relacionar-se e viver.

Nossa intenção é constituir situações e desenvolver estratégias que forneçam uma alternativa concreta e real para este estado de coisas. Nosso programa é desenhado para refletir o caráter interdisciplinar das práticas estéticas contemporâneas, trabalhando com artistas e pensadores cujos esforços articulam o mundo teórico com apresentações artísticas em diversos formatos e dinâmicas, e para diferentes públicos. Ao desafiar o estado atual da cultura, economia e educação, nossa função será principal será elaborar auto-organização e gestão artísticas, participação e modos colaborativos de ação, como parte fundamental do conteúdo e da estrutura de nossas atividades.

Estas iniciativas somente podem ser desenvolvidas ao longo do tempo, por meio simultâneo de ativação e avanço de diversas formas de troca, distribuição e produção. Nossa intenção é manter atentos e fluidos ao longo deste processo, ajustando nossas estratégias, táticas, e objetivos à medida que nos desenvolvemos. Um dos objetivos integrais de nosso programa é expandir continuamente nossa plataforma de troca, trazendo novos participantes e interlocutores, fomentando as relações entre diferentes instituições e organizações, bem como aprofundando os laços e relações com colaborações estabelecidas.

CAPACETE age na intercessão de diversos campos sociais e profissionais, exigindo, portanto, que os participantes selecionados embarquem plenamente em um diálogo aberto e horizontal, se envolvendo ativamente nas atividades do programa, instigando que por sua vez, possam funcionar como plataformas para a disseminação da informação, promovendo respostas ativas e gerando o debate público.


Sobre

CAPACETE é um novo programa anual, na cidade do Rio de Janeiro, dedicado à prática e à pesquisa nas artes e no do pensamento crítico, e que receberá 10-15 participantes brasileiros e estrangeiros. A primeira edição teve ínicio em março de 2015. Pensamento é ação.

Lista dos participantes do programa CAPACETE 2016

Anna Bak
Aurélia Defrance
Caetano Maacumba
Camilla Rocha Campos
Ian Erikson-Kery
Jonas Lundt
Julia Retz
Marilia Loureiro
Soledad Leon
Thora Doven Balke

Lista dos participantes do programa CAPACETE 2015

Caroline Valansi (BRAZIL),
Daniel Jablonski (BRAZIL),
Giseli Vasconcelos (BRAZIL),
Lucas Sargentelli (BRAZIL),
Joen Vedel (DENAMARK),
Adeline Lepi (FRENCH),
Oliver Bulas (GERMAN),
Tanja Baudoin (HOLAND),
Félix Luna (MEXICO),
Andrew de Freitas (NEW ZEALAND),
Komarova Asia (RUSSIA),
Refilwe N Nkomo (SOUTH AFRICA),
Maricruz Alarcon (CHILE)

Visão

Nossos contextos globalizados estão estruturados pela desigual distribuição do trabalho e das riquezas, e são crescentemente moldados pela economia dos mercados especulativos. Atualmente, inúmeras das manifestações culturais são eventos de grande escala, e freqüentemente estão direcionadas para um público genérico ou restritas à elite. Tal situação reduz e neutraliza o alcance ético e político da arte, assim como o seu potencial em promover e inspirar outras formas de trabalho, pensamento, relacionar-se e viver.

Nossa intenção é constituir situações e desenvolver estratégias que forneçam uma alternativa concreta e real para este estado de coisas. Nosso programa é desenhado para refletir o caráter interdisciplinar das práticas estéticas contemporâneas, trabalhando com artistas e pensadores cujos esforços articulam o mundo teórico com apresentações artísticas em diversos formatos e dinâmicas, e para diferentes públicos. Ao desafiar o estado atual da cultura, economia e educação, nossa função será principal será elaborar auto-organização e gestão artísticas, participação e modos colaborativos de ação, como parte fundamental do conteúdo e da estrutura de nossas atividades.

Estas iniciativas somente podem ser desenvolvidas ao longo do tempo, por meio simultâneo de ativação e avanço de diversas formas de troca, distribuição e produção. Nossa intenção é manter atentos e fluidos ao longo deste processo, ajustando nossas estratégias, táticas, e objetivos à medida que nos desenvolvemos. Um dos objetivos integrais de nosso programa é expandir continuamente nossa plataforma de troca, trazendo novos participantes e interlocutores, fomentando as relações entre diferentes instituições e organizações, bem como aprofundando os laços e relações com colaborações estabelecidas.

CAPACETE age na intercessão de diversos campos sociais e profissionais, exigindo, portanto, que os participantes selecionados embarquem plenamente em um diálogo aberto e horizontal, se envolvendo ativamente nas atividades do programa, instigando que por sua vez, possam funcionar como plataformas para a disseminação da informação, promovendo respostas ativas e gerando o debate público.

Contexto

A complexa e paradoxal realidade brasileira foi moldada por estruturas coloniais de poder, como podem ser vistas em sua assimétrica estrutura de classes sociais, regularidade dos incidentes de violência do estado, e na lógica da exploração e lucro irrestritos. Esta disposições foram reiteradas por duas ditaduras militares, durante o século XX, e mais recentemente, por um neoliberalismo de estilo latino. Constantemente sujeito a mudanças econômicas e transformações políticas, a predileção do governo por políticas culturais de curto prazos somada à falta de investimento nas instituições culturais, acabaram gerando um contexto cultural frágil. Enquanto isso, as empresas têm investido e dominando fortemente a paisagem cultural, motivadas em grande parte pelas políticas de dedução fiscal por meio do uso de leis federais (cf. Lei Rouanet, 1995). Isso tem gerado empreendimentos e publicidade de alto lucro, mas muito pouco em termos de produzir uma discussão crítica e política contínuas, deste modo, enfraquecendo um ainda mais, um contexto cultural já frágil. Em um país que tem uma das maiores concentrações de riqueza do mundo, tal panorama vêm contribuindo para acentuar e manter as disparidades sócio-culturais.

Um dos resultados perversos de um cenário cultural frágil é o isolamento dos produtores culturais autônomos e autores que, apesar de desenvolverem uma prática forte e importante, não conseguem encontrar os meios para articular suas pesquisas e conhecimentos com outras áreas. CAPACETE pretende operar em uma escala micro, levantando diferentes modos de representação e de produção por meio de conexões íntimas. Sua abordagem interdisciplinar tem como objetivo desafiar e revigorar o contexto atual brasileiro e dar-lhe uma visibilidade diferente, por meio da criação de alternativas reais para as redes e formatos culturais existentes. Trabalhar em pequena escala será uma parte essencial do nosso esforço, como também foi o caso do Programa de Residências do CAPACETE Entretenimentos. Neste sentido, CAPACETE pode ser visto como a continuação e reativação de práticas e estratégias desenvolvidas pelo seu antigo programa de residência, ambas projetadas para adensar as práticas sócio-políticas e culturais , fornecendo uma base ativa para discussão, debate e reflexão cultural.