Residentes Rio 2017

Cíntia Guedes

Cíntia’s research goes between the memory of a black female body and the territory of the colonial city, looking for the resistance that can’t be recognized as such. How sexism and racism modulate subjectivities? How  desterritorialization might create spaces of encounter between past and present, although fabulation of future?  All of that supposes a embodied theory, and results in a performative writing.

Crédito Breno Cesar

 

Marie Rømer Westh

O foco principal de meu trabalho há algum tempo tem sido a dinâmica entre o indivíduo e a cultura que o cerca e como nossa identidade está formando e sendo formada por essas dinâmicas. Agora estou mais curiosa com relação ao quanto a humanidade está criando sonhos, e projetando ela mesma em  espaços não-habitáveis afim de desenvolver mundos e objetos para executar esses sonhos.

marie westh

 

 

 

 

Gil & Moti

 

Os projetos de Gil & Moti constantemente exploram identidade, a noção de individualidade e as normas e formas relacionadas a esses temas. Em intervenções sociais de pequena escala eles trabalham questões politico-sociais tais como discriminação, exclusão social e racismo. Como artistas, casal gay, imigrantes que vivem e trabalham em Roterdã (Países Baixos) e judeus (ex)israelenses, eles tem uma experiência direta como os temas que trabalham dentro de suas próprias vidas.

 

 

 

 

© studio Hans Wilschut